Você sabe o que é Mamotomia?

Você sabe o que é Mamotomia?

Há mais de 20 anos a Clínica de Oncologia e Mastologia de Natal realiza a mamotomia e, em conversa com o Dr. Marco Aurélio Jácome (CRM: 2671), ele explica o que é o procedimento, para quais casos é indicado e quais os seus benefícios.

O que é mamotomia?

Dr. Marco – A mamotomia, também conhecida por biopsia Percutânea Assistida a Vácuo, é um tipo de biopsia ambulatorial, minimamente invasiva, realizada com anestesia local e não há necessidade de pontos ou internação.

Quando é indicada?

Dr. Marco – É indicada em casos que a lesão não é palpável, no qual o mastologista não consegue ‘alcançar’, porém é identificado durante a mamografia que diagnostica uma área suspeita na mama, que vai desde lesões benignas ao câncer.

Casos como microcalcificações agrupadas, assimetrias e nódulos impalpáveis, são exemplos.

Como é feito o procedimento?

Dr. Marco – O procedimento consiste em a paciente ficar em decúbito ventral (de bruços) e a mama fica pêndula para fazermos uma compressão semelhante ao da mamografia, porém, com anestesia local. Há uma introdução da agulha utilizada para a mamotomia. Essa agulha, através da sucção, retira de 6 a 12 fragmentos para serem radiografados. Após isso, colocamos um marcador/clipe metálico de titânio – o mesmo que é usado para implantes dentários e ósseos, por exemplo -, que o organismo não rejeita.

E para que serve esse marcador?

Dr. Marco – A finalidade do marcador é porque, na maioria das lesões, nós retiramos 100% delas, então é necessário ficar algo que indique qual foi o local da retirada, pois, quando a paciente dá positivo para neoplasia, ela retorna para que o cirurgião possa tirar uma área mais ampla e ter maior segurança de cura da paciente.

Quais os benefícios desse procedimento?

Dr. Marco – A mamotomia proporciona uma grande quantidade de tecido na amostra e isso facilita a biopsia; possibilita a colocação do marcador; gera uma única introdução da agulha, reduzindo o tempo de procedimento e a manipulação de tecidos adjacentes; as pequenas lesões podem ser totalmente retiradas; há uma alta precisão e confiabilidade do diagnóstico e detecta diversas anomalias mamárias, das palpáveis até as não palpáveis.⠀